sexta-feira, 1 de outubro de 2010

"...e é morrendo que se vive..."

Detalhe de um painel de Vitche

"Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz
Onde houver ódio que eu leve o amor
Onde houver ofensa que eu leve o perdão
Onde houver discórdia que eu leve a união
Onde houver dúvida que eu leve a fé
Onde houver erro que eu leve a verdade
Onde houver desespero que eu leve a esperança
Onde houver tristeza que eu leve a alegria
Onde houver trevas que eu leve a luz
O mestre fazei que eu procure mais
Consolar que ser consolado
Compreender que ser compreendido
Amar que ser amado
Pois é dando que se recebe
É perdoando que se é perdoado
E é morrendo que se vive para a vida eterna"

Autor: São Francisco de Assis

4 comentários:

Gilia GerlinG disse...

Esta oração é um verdadeiro instrumento de paz!
E concordo: é morrendo que se vive....

É sempre muito bom entrar aqui.
Paz e luz para você, preciosa Graça Graúna!

Gilia

Sônia Brandão disse...

Uma oração perfeita para o tempo em que vivemos. Precisamos mais do que nunca dar e receber essa paz.

bjs

Graça Graúna disse...

Minha querida Sonia Brandão: que ñanderu nos acolha sempre em paz. Bjos.

Graça Graúna disse...

Querida Gilia: é sempre bom ter você por perto. Paz e bem, Grauninha