sexta-feira, 18 de junho de 2010

Morre o escritor Saramago

A morte de Saramago foi confirmada à imprensa portuguesa pelo seu editor, Zeferino Coelho. "Aconteceu há pouco", disse em entrevista à emissora de televisão RTP. "Estava doente há algum tempo, às vezer melhor outras vezes pior."

Fontes da família confirmaram a agências internacionais que Saramago estava em sua casa em Lanzarote, nas Ilhas Canárias, onde morava há vários anos.

A morte ocorreu por volta das 13h no horário local (8h de Brasília), quando o escritor estava em casa, acompanhado da mulher e tradutora, Pilar del Río, informa a agência "Efe".

José Saramago, 87 anos,  havia passado uma noite tranquila. Após o desjejum de costume e de ter conversado com a mulher, começou a sentir-se mal e pouco depois morreu.

Texto de Emilio Naranjo /Efe

2 comentários:

José Carlos Brandão disse...

Saramago, Levantado do Chão!
Um homem nunca pode submeter-se.
Abraços, Graça.

Graça Graúna disse...

José Carlos Brandão, poeta e amigo. Você e Sonia são duas criaturas que admiro muito. Grata pela leitura do texto acerca de Saramago. As suas palavras são reconfortantes. Deus te abençoe sempre. Bjos. Graça Graúna