segunda-feira, 30 de março de 2009

Via-Crucis

Imagem Google.

Estações paralelas:
inflação, tiros e quedas
favela-fato-novela
flagelo, fome, espera
capítulos em preto e branco
reviravoltas no estômago
lenta agonia, queimor

ELES NÃO SABEM O QUE FAZEM

Do povo crucificado
tem piedade, senhor.
A caminho do calvário
a minha gente faminta
só abocanha fartura
apetitosa em out-door

Graça Graúna. Canto mestizo. Maricá/RJ: Blocos Editora, 1999, p. 41 [prefácio de Leila Miccolis]
Nota: a foto (publicada no Jornal O Povo online, em março de 2008) mostra a encenação da via-sacra feita por mais de quatrocentos meninos, cada um representando uma criança que vive nas ruas de Fortaleza.
Poema publicado no Overmundo com 121 votos.

sábado, 28 de março de 2009

Nem mais, nem menos

 
Imagem Google. Lua e Sol

Um homem, uma mulher
são o que são:
palimpsestos
pássaros
deuses
mágicos
videntes
astro/estrela
de Altamira à Lascoux
Asteca
Pankararu
Fulni-ô
Xavante
Potiguara, quem sabe?
Íntimos irmãos da terra
salvaguardam o limo das pedras
o voo dos peixes
e os sagrados rios
navegáveis


Nordeste do Brasil, 28.mar.2009
Graça Graúna. Canto mestizo. Maricá/RJ: Blocos Editora, 1999, p. 40 [com prefácio de Leila Miccolis].
Nota: poema publicado no Overmundo com 127 votos.

quarta-feira, 25 de março de 2009

Biopoética Pernambucana no Porto das Letras

Imagem: Interpoética. Poetas Edvaldo Bronzeado, Saulo Gomes, Meca Moreno, Cida Pedrosa e Sennor Ramos

No dia 27/03/2009 (sexta-feira), às 17 horas, na Av. Rio Branco, 76-A, acontecerá o lançamento do Projeto Biopoética Pernambucana no encontro literário Porto das Letras, da Fundação de Cultura Cidade do Recife.
Com o apoio do Sistema de Incentivo à Cultura do Recife, Lei Municipal n° 16.215/96, foi realizada uma pesquisa para coletar dados sobre a vida e a obra de poetas nascidos em Pernambuco ou que nele mantêm (ou mantiveram) militância literária. Esta pesquisa serviu de base para a criação do glossário virtual e interativo de verbetes da poesia produzida em Pernambuco –
Biopoética Pernambuca.
Inicialmente foram elaborados 110 verbetes correspondendo individualmente a 110 poetas, contendo foto, nota biobibliográfica e comentários que se fizeram pertinentes à compreensão da trajetória literária do escritor.
O Biopoética é um projeto em aberto, pois os seus realizadores pretendem, a partir deste momento inicial, sensibilizar e motivar outros escritores para encaminharem material biobibliográfico para serem publicados no site Interpoética.
Este feedback começará num simples click, estabelecendo-se desta forma uma parceria com a Poesia e a criatividade.

A coordenação do projeto é de Cida Pedrosa. A redação e apoio à pesquisa está a cargo de Raimundo de Moraes. O Webmaster do Interpoética é Sennor Ramos. Navegue nesta ideia.

A Biopoética Pernambucana
O mundo on-line agora invade
Com seu universo de diversidade
E todo poeta aqui se irmana
Num trabalho feito com raça e gana
O Interpoética veio pra mostrar
Nossa poesia que é singular
Disponibilizada pro mundo inteiro
Pois universal é cantar seu terreiro
Nos dez de galope na beira do mar.

(Jorge Filó)

Lista dos escritores cuja biobibliografia está sendo pesquisa para fazer parte do Projeto:

Alberto Oliveira
Aldo Lins
Aline Andrade
Allan Sales
Altair Leal
André Cervinskis
André Luiz de Castro
Antonio Marinho
Beatriz Passos
Bernadete Serpa Lopes
Bruno Candéas
Carlos Carlos
Carlos Maia
Celso Mesquita
Chicão
Chicão (Francisco Trindade)
Chico Pedrosa
Cícero Melo
Clóvis Campêlo
Cristiano Jerônimo
Davi Souza
Davi Teixeira
Dione Barreto
Eduardo Martins
Edvaldo Bronzeado
Elizabeth Hazin
Emílio Vasconcelos
Erickson Luna
Ermírio
Ésio Rafael

Fabio Andrade
Fátima Ferreira
Fernando Chile
França
Francisco Espinhara
G. Vieira
Geraldino Brasil
Gerusa Leal
Glauco Guimarães
Graça Graúna
Greg Marinho
Haidée Camelo
Héctor Pellizzi
Helder Herik
Iran Gama
Ivan Maia
Ivan Marinho
Jailson Marroquim
Jaime Marcelino
Jayme Benvenuto
Joca de Oliveira
Joel Marcos
Jomard Muniz de Brito
Jorge Filó
Jorge Lopes
José Evangelista
José Honório da Silva
José Maria Almeida Marques
José Terra
Josessandro Andrade
Juareiz Correya
Julia Larré
Jussara Salazar
Kerlle de Magalhães
Lala Modesto
Lara Lourival Batista
Luciana Rabelo
Lúcio Ferreira
Luiz Carlos Monteiro
Malungo
Manoel Constantino
Manoel Filó
Marcelo Pereira
Márcia Maia
Marcilio Medeiros
Márcio d'Oliveira
Marcos D'Morais
Marcos Passos
Maria da Paz Ribeiro Dantas
Marilena de Castro
Maviael Melo
Meca Moreno
Miró
Nivaldo Lemos
Paulo Azevedo Chaves
Paulo Dunga
Paulo Gervais
Pedro Américo de Farias
Regina Carvalho
Ribeiro Halves
Robson Sampaio
Rodrigo Cortez
Rogério Generoso
Rosangela Maria Ferraz Dutra
Samantha Medina
Samuca Santos
Selma Ratis
Sergio Leandro
Severino Filgueira
Silvana Menezes
Silvio Hansen
Susana Morais
Tarciana Portella
Telma Brilhante
Toninho D'Olinda
Valmir Jordão
Virgínia Barbosa Leal
Wellington de Melo
Wilson Araújo de Souza
Wilson Freire
Wilson Vieira
Zeto
Zizo

Nota: como participante do Projeto, tomei a liberdade de transcrever para este blog a presente matéria veiculada no Interpoética.

Graça Graúna, Nordeste do Brasil, 25.mar.2009

Nota: matéria publicada no Overmundo com 112 votos.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Plegaria

Imagem Google. Poetas-cantores chilenos: Victor Jara, Violeta Parra e Gato Alquinta

Vuelvo a escuchar
la voz caliente
y el peregrino canto
que vence el tiempo

Victor y Violeta

- gracias a la vida
- mis manos son lo único que tengo


Graça Graúna. Canto mestizo. Maricá/RJ:Blocos Editora, 1999, p.37.
Nota: poema publicado no Overmundo com 112 votos.

sexta-feira, 20 de março de 2009

Instante da palavra

Imagem Google. Barcos, de Van Gogh.
...como se fora seda
como se fora véu
um livro entre as maõs
palavras cheias de vida.

Todos os sentidos são
um véu cintilante
entremeado de alegrias e tristezas.

O mundo gira.

Fora da prisão
quantas vidas ainda pra viver
quantos rios ainda pra correr
tanto mar, quantas lágrimas
e apesar de tudo
muito por saber...
sete vidas
sete selos
sete chaves
sete portais de saberes
sete estrelas
sete chapéus
sete luas
sete sóis
tanta chuva...

em meio aos sentidos
o desafio
para o dia acontecer


Graça Graúna, Nordeste do Brasil, 20.mar.2009
Poema piblicado no Overmundo com 111 votos.

quinta-feira, 19 de março de 2009

Roda de conversa: direitos humanos e cidadania

Imagem: Wladimir Alexandre - DHNET


A busca e a defesa dos Direitos Humanos é um desafio, a começar pelo respeito às diferenças, pela difícil prática da tolerância e o combate à violência. Esta é uma das preocupações do Projeto Formação em Literatura e Direitos Humanos, da Universidade de Pernambuco (UPE) que pretende contribuir para a compreensão em torno do problema do ensino, da aprendizagem e da produção literária numa perspectiva cultural, social e política; medir resultados, observar avanços, sucessos e dificuldades do processo, para que sejam reforçados seus aspectos positivos. Junto à Secretaria Especial de Educação e Direitos Humanos da Presidência da Republica, o Projeto obteve nos períodos 2006/2007 e 2008/2009 uma boa repercussão em vários setores da sociedade; especificamente nas cinco áreas contempladas no Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos, a saber: Educação Básica, Educação Superior, Educação Não-Formal, Educação e Mídia e Educação dos Profissionais dos Sistemas de justiça e Segurança. Em sua fase final, o Projeto apresenta uma intensa programação. O objetivo principal é a formação do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos no Estado de Pernambuco (CEEDH-PE) e o fortalecimento do mesmo. O Projeto está sob a coordenação das Professoras Graça Graúna e Waldênia Leão que, junto aos quinze bolsistas, traçaram a seguinte programação:


1. DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA: RODA DE CONVERSA I
• 02 de abril de 2009
Horário: 14h
Local: Quadra Poliesportiva de Paranatama/PE

2. ENCONTRO COM AS LIDERANÇAS DOS MOVIMENTOS SOCIAIS
• 03 de abril de 2009
Horário: das 08h às 12h
Local: Auditório da UPE – Campus Garanhuns
O lugar da literatura na educação em Direitos Humanos
Palestrante: Profª. Drª. Graça Graúna
Horário: das 14h às 18h
Local: Auditório da UPE – Campus Garanhuns

3. II FÓRUM DE DIREITOS HUMANOS - DIREITOS HUMANOS E TECNOLOGIA DA EDUCAÇÃO
• 16 de abril de 2009
Horário: das 14h às 17h
Local: Auditório da UPE – Campus Garanhuns
• Mesa de abertura
Processo Histórico dos Direitos Humanos no Agreste Meridional
Palestrante: Geraldo Mouret (CEEDH-PE)
Direitos e Desejos Humanos: Imágicas
Palestrante: Roberto Monte (CNEDH)
Sugestão de nomes para a formação do CEEDH-PE• Recital com poetas da Região Agreste

4. DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA: RODA DE CONVERSA II
• 23 de abril de 2009Horário: 14h
Local: Auditório da Escola Estadual Dom João da Mata Amaral. Garanhuns/PE

5. III FÓRUM DE DIREITOS HUMANOS – PARTILHANDO SONHOS E LUTAS
• 07 de maio de 2009
Horário: das 14h às 17h
Local: Auditório da UPE – Campus Garanhuns
• Mesa de abertura
Do Projeto Formação em Literatura e Direitos Humanos ao Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Pernambuco - CEEDH-PE.
Apresentação: Profª.Graça Graúna e Profª. Waldênia Leão.

Formação do grupo gestor do CEEDH-PE

Recital com os poetas da Região Agreste

REALIZAÇÃO:
Universidade de Pernambuco – UPE

APOIO:
Comitê Nacional em Educação e Direitos Humanos
Assembléia Legislativa de Pernambuco (Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer; Comissão de Cidadania e Direitos Humanos)
Secretaria de Educação de Pernambuco
Secretaria de Educação de Garanhuns
Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania de Garanhuns
Prefeitura de Paranatama – PE
Movimentos Sociais
Rádio Sete Colinas – Garanhuns - PE
Rádio Papacaça – Bom Conselho - PE

AO LONGO DA PROGRAMAÇÃO HAVERÁ:
• Exposição itinerante de publicações referentes aos Direitos Humanos
• Preparação do Caderno Direitos Humanos em Movimento
• Divulgação do Movimento de Poesia Pacifista.

Onde Fica:
Comitê Estadual Educação em Direitos Humanos – CEEDH-PERua Capitão Pedro Rodrigues, 105 – São José – Garanhuns-PETelefone: (87) 3761.8227

Quando:
03/4/2009 a 07/5/2009, de 8h às 18h


Contato
http://www.ead.upe.br/extensao/

E-mail:
ceedhpe@yahoo.com.br

No site Overmundo, esta matéria encontra-se com 101 votos.

segunda-feira, 16 de março de 2009

Para sempre

Imagem Google. Coleção Nicoletta

Ao maestro João Carlos Martins


No pretume da noite chuvosa
um piano toca
e a música me diz:

...um dia quiseram calar a poesia
mas na ponta dos dedos
resistiu
e para sempre
tocando os amantes
a poesia se fez

Graça Graúna, em noite escura e chuvosa, Nordeste do Brasil, 16.março.2009
Este poema está com 115 votos no Overmundo.

sábado, 14 de março de 2009

Alma benzida

Imagem Google. Oferenda



Acuda, meu Santo
sou só
uma mulher
perdida nesse mundo
uma cabocla velha
a mais pobre
não me engano
sou só
uma mistura
de Mãe-negra se acabando
para salvar minh'alma
benzida pela Mãe-d'água
para acender o meu canto

Graça Graúna. Tessituras da terra. Belo Horizonte: M.E. Edições Alternativas, 2001, p. 15.

Este poema está com 104 votos no Overmundo.

quinta-feira, 12 de março de 2009

Tempo de poesia

...margarida-amarela perto de um igarapé, no interior do Pará
Crédito da imagem: Graça Graúna

aos poetas Carlos e Sônia Brandão

... que Ñanderu* acolha
as pedras da nossa canção.
Que seja pedra enquanto leveza
o sinal: sem poesia os tempos não existirão


Graça Graúna, Nordeste do Brasil, 12 de março de 2009.


* Ñanderu, em guarani, significa Nosso Pai; o Grande Espírito, o Criador.
Nota: a propósito do Dia da Poesia

Cantares

Imagem Google. Maestro João Carlos Martins - poesia e superação

Hace sombra en las calles?
Louvai as almas das pedras
tecei o encanto.

Hace sombra en tu pecho?
Cantai. Apesar dos tremores
estamos sobrevivendo.

Cantai, que as manhãs chuvosas
pedem um canto de sol
de vibrar céus e terra.

Hace sombra en todas las calles
y en tu pecho? Cantai.
As dores do mundo são as dores do poeta.

Graça Graúna. Tessituras da terra. Belo Horizonte: M.E. Edições Alternativas, 2001, p. 37.

Nota: Dia da Poesia - penso no maestro João Carlos Martins (exemplo de superação) que tem a poesia na ponta dos dedos ao tocar o amigo-piano. Minha homenagem também aos poetas hispânicos Camilo José Cela e Francisco Arias Solis. Poesia, sempre.

segunda-feira, 9 de março de 2009

Nova cantiga de escarnio

Imagem Google


Não sei o que mais fazer
já procurei mil saídas
fui até ao pai dos burros
e lá encontrei a dica:

...se a pessoa é um xarope
ou besta humana que assusta
tem mais que tomar o chá
de semancol pra ter cura

mas se nada adiantar
pra essa triste criatura
só a lei pode ajudar
a aborrecida figura

ou indicar mais um chá
que é tiro e queda e ajuda
com o tal desconfiômetro
ela se manca e tem cura


Graça Graúna, Nordeste do Brasil, 9 de março de 2009.

Nota: lá no Dicionário do Houaiss, desconfiômetro significa a capacidade de desconfiar quando se está sendo demais ou inconveniente; o mesmo que mancômetro, semancol, semancômetro.

Agradeço a Doroni pela ajuda na composição dos 3º e 4º versos na terceira estrofe e nos 1º e 4º versos da quarta estrofe.

sábado, 7 de março de 2009

Tecelã

Lilia. Foto de Natuza


Noites a fio, Lilia
atenta aos desafios
desmancha travesseiros
e faz pavios

de fio a pavio
dá conta das crias
tece esperança no escuro
toda coragem-Lilia


Pelo Dia Internacional da Mulher, apresento este poema escrito há mais de quarenta anos, em homenagem a minha mãe Lilia. Este poema foi publicado no meu livro Canto Mestizo, Marica/RJ: Blocos Editora, 1999, e conta com 178 comentários no Overmundo.

Graça Graúna, Nordeste do Brasil.

terça-feira, 3 de março de 2009

Constatação



Molhei os pés na caminhada
pisei forte o chão
e segui

do outro lado do espelho
nossas mãos cumpriram o ritual
e nos despimos
solitários entre nuvens


Graça Graúna, em chuvoso começo de tarde no Nordeste, 03.fev.2009

segunda-feira, 2 de março de 2009

Concurso Mundial de Cuento y Poesía Pacifista


Categorías: Cuento - 1 obra breve en narrativa. Poesía - 2 obras breves en verso.

Bases: Extensión: Cuento - Máximo 7 cuartillas. Poesía - Máximo 120 versos.

Cada obra debe enviarse en formato Word, letra Arial negra 12 puntos, fondo blanco, interlineado doble, alineación justificada, 3 cm en todos los márgenes. Cada autor sólo puede enviar una obra, que debe ser original. En el caso de poesía, se considera una obra el conjunto de dos poemas que no excedan la extensión máxima. Las obras se enviarán en archivo adjunto por correo electrónico. En el cuerpo del correo debe especificarse los nombres y apellidos del autor, seudónimo, nacionalidad, lugar y fecha de nacimiento, ciudad y país de residencia y el título de la obra. El nombre del archivo y el texto de la obra deben incluir un código de idioma y uno de modalidad para su identificación, según tabla publicada en los enlaces especificados al final de este artículo.
Plazos: El 15 de marzo de 2009 se dará a conocer la dirección del blog o website oficial del concurso, y la dirección de correo electrónico en que se recibirán las obras participantes. Igualmente, se darán a conocer los idiomas oficiales del concurso. El 20 de marzo se abrirá la recepción de textos. La presentación de obras vencerá al concluir el día 20 de julio de 2009, hora de Bogotá, Colombia.
Premios: Los textos ganadores serán publicados en su idioma original y en su traducción al español en físico y en digital. Recibirán un diploma electrónico.
Organiza: Las Filigranas de Perder, movimiento literario independiente que busca rescatar el arte de escribir por amor a las letras y no por una insana búsqueda de fama y dinero. Creemos en el poder transformador del arte y en la importancia de la palabra en la construcción de tejido social y de un mundo más humano. El concurso forma parte de la programación de la Cumbre Mundial de Paz Bogotá 2009, organizada por Pacifistas Sin Fronteras, y de la Marcha Mundial por la Paz y la No Violencia, organizada por Mundo Sin Guerras.
Más información del concurso y la versión completa de las bases del mismo, pueden consultarse en las filigranas y en facebook.
Nota: no site Overmundo essa materia recebeu 92 votos.

Literatura é Arte: mais um prêmio


Recebi de MiLuzcintila este prêmio e repasso, com alegria, para quem estiver interessado nesta saudável brincadeira. A proposta inicial pede pra escrever um lista com 8 coisas. Tomei a liberdade de alterar para 5 (cinco), pra facilitar a interação; pois nem todos se dispõem a compartilhar dessae tipo de interatividade. Portanto, a Miluz agradeço, de coração, por lembrar do Blog Graça Graúna. Bjos de luz, Grauninha.

Regras:
- Escrever uma lista com 5 coisas características de sua personalidade
- Convidar 5 blogs amigos para responder.
- Comentar no blog de quem nos convidou.
- Comentar no blog dos nossos convidados, para que saibam da “convocação”;
- Mencionar as regras.
Caracteristicas da minha personalidade: Amante das artes. Sincera. Paciente. Exigente. Observadora.

Mais um prêmio: o Selo Fidalguia


É com abundante satisfação que venho até você, oferecer; outorgar o Prêmio Fidalguia, selo este, que confere a todos os que são agraciados por ele, qualidade e relevância de conteúdo. Você está de parabéns! Paz e sucesso!!! Sandra Antonioli (Equipe Do Portal Antônio Poeta).

domingo, 1 de março de 2009

Inventário amoroso

Imagem Google. O poeta Rilke
“Se eu gritar, quem poderá ouvir-me
na hierarquia dos Anjos?” (Rilke)

Será inútil?
Não sei
a quem interessa
a súmula dos bens
todos aqui e agora
um fio da meada
novos cantares de partida:
Hesse
Rilke
Janis Joplin
Hilda Hist
um Dom Quixote de barro
e outras argilas pensantes.
De resto,
meu amor às criaturas
o prazer do texto
a escritura ferida


Graça Graúna. Canto mestizo. Marica/RJ: Blocos Editora, 1999, p. 31.