terça-feira, 8 de dezembro de 2009

...mais uma chance à paz...


O silêncio nos acompanha
resmunga
diz que envelheceu
e que só alguns loucos tentam escutá-lo.

O silêncio reclama
diz que são raros
os que ousam tocá-lo
e continuam se perguntando:
- todos dormem ou fingem que estão mortos?

Imagine
o silêncio de fel sobre o gelo fino


Graça Graúna
...pensando em John Lennon...
Nordeste do Brasil, 8 de dezembro de 2009
Nota: poema publicadono Overmundo

5 comentários:

Kanauã Kaluanã disse...

Que o silêncio sirva como búzio, que levemos ao ouvido a fim de escutarmos a profundidade de todos os gritos, todos os rasgos, todas as vozes.

Graça, um aluno teu indicou-me este blog, com a certeza de que iria me encantar.
Acertou!

Lendo-te, sinto-me ainda mais orgulho em ser brasileiramente nordestina.

Um abraço.

Katyuscia.

GRAÇA GRAÚNA disse...

Katyuscia, estimada: é um prazer renovado merecer a sua doce presença no meu blog. Bjos e Feliz 2010!!! Graça Graúna

Robson de Souza disse...

O silêncio acompanha os que tentam escutá-lo...

Fabuloso!

Abraços deste teu novo seguidor!

GRAÇA GRAÚNA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
GRAÇA GRAÚNA disse...

Meu estimado Robson:muito grata por sua atenção aos meus escritos. Gostei da sua visita. Será um prazer ter você por perto. Bjos, Grauninha