domingo, 6 de setembro de 2009

Laços

Foto: Ângela Pinto


anômimas
ânimas
de niñas
y niños
(perdidos en la calle)
de mãos dadas



Graça Graúna. Tear da palavra. belo Horizonte: M.E. Edições Alternativas, 2007, p. 8.

Nota: poema publicado no Overmundo.

6 comentários:

Almirante Águia disse...

Laços
Ora unem
Ora apertam
São assim

Laços
Não deveriam
Sufocar
Jamais

GRAÇA GRAÚNA disse...

Almirante Águia, poetamigo: a poesia nos une.Paz e bem, Grauninha

daufen bach. disse...

OLá minha cara amiga!
e qtos niños e ninãs mãos dadas, perdidos em tantas ruas deste mundo.

abraço a ti. linda poesia.

GRAÇA GRAÚNA disse...

Daufen, poetamigo: grande honra ter você por perto. Bjos de luz, Grauninha

Márcia Sanchez Luz disse...

A imagem fala e sua poesia grita, Grauninha!
Lindo, lindo, lindo poema.

Beijos em seu coração

Márcia

GRAÇA GRAÚNA disse...

Minha querida Marcia: sua presença espanta a desesperança. Grata por visitar meu blog. Poesia sempre. Bjos, Grauninha