quinta-feira, 30 de abril de 2009

Demasiado

 
Imagem Google

para Hideraldo Montenegro
humano
é poder apalpar o universo,
ainda que de longe
e sem fronteiras.

Consciente desta possibilidade,
o poeta expõe a solidão
tatuada em seu silêncio.

----------------
Graça Graúna, Nordeste do Brasil, 30.abril.2009
Nota: este poema foi publicado no Overmundo.

2 comentários:

Hideraldo Montenegro disse...

Ocorre que, vez em quando, cruzamos com um(a) escritor(a) contemporâneo brilhante publicando na net.

Temos o privilégio de ler os escritos inspiradores destas poucas admiráveis pessoas e isto nos serve de guia e exemplo.

Sem dúvida, não há palavra maais adequada para falarmos de Graça do que brilhante (além do fato de que nos remete à luz).

Ser homenageado por ela tem uma dimensão imensurável, portanto.

Acima de tudo, agradeço por ela existir e nos permitir compartilhar desta alma colossal.

Beijos

GRAÇA GRAÚNA disse...

Hideraldo, meu querido irmão das letras: grata pelo belíssimo comentario. Ocorre que amo mesmo a sua poesia. Quando gosto de algo procuro não guardar só pra mim' pois acho que eu não tenho esse direito. Por outro lado, quando não gosto de algo prefiro nem chegar perto - o que não é o caso de sua poesia. Saiba também que agradeço a Ñanderu por você existir. Com afeto, Grauninha