quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Performance





Clepsidra. Imagem Google


O dia convida à leitura das águas
da chuva e do mar
da saudade doida e doída
dos meus dias paulistanos

Permito-me os excessos de amar
de abraçar exageradamente o outro
de olhar nos olhos
de mostrar-me nua-quase.

Leio a vida
que passa entre os trilhos
e as marcas de bala
nas janelas dos ônibus.

O dia convida a viver....sobreviver...
a não esquecer que a saída
um tango pode ser
como quer Bandeira

O dia convida a escreviver asneiras
assim, pela vida
e abraçar o outro
de-va-ga-ro-sa-men-te

Graça Graúna, Nordeste do Brasil, 27.ago.2008

Nota: poema publicado no site Overmundo

5 comentários:

ARI LOPES disse...

Oi obrigado pelo seu voto.
Um voto de uma pessoa como você para mim vale muito.
Te conto um segredo.
Conheci o site overmundo, ví e gostei.
Nunca tinha feito poesia antes.
Tentei fazer e saiu algo.

Fazer poesia e pensar com o coração.
Estou tentando.


Seu Blog é ótimo.

Conheça os meus Blogs

http://saudecompleta.blogspot.com/
http://blogdoprofessorari.blogspot.com/search/label/comportamento


Abraço

Ari

Jorge Elias disse...

Prezada amiga,

Volto para uma visita.
Deixei um poema sobre as atrocidades em GAZA em meu Blog.
Dê uma olhada.


Um grande abraço,

Jorge Elias

A Vontade de Ter é o Desejo de Pertencer... disse...

Belo texto...
Como dizia Neruda: "Os poetas nascem do amor como o pão nasce da farinha!"

E acho que o mundo precisa de filhos do amor... hehe

um beijo!

GRAÇA GRAÚNA disse...

Wagner Marques disse...
ah, eu n�o sabia que al�m de seus dotes po�ticos tbm tinha (tem) dotes fotogr�ficos...

Sexta-feira, 05 Setembro, 2008

GRAÇA GRAÚNA disse...

Robert Portoquá disse...
Que belos versos e inspiradora imagem...
Beijos.

Quarta-feira, 03 Dezembro, 2008