terça-feira, 13 de novembro de 2007

Escrevivência



ESCREVIVÊNCIA

Ao escrever,
dou conta da ancestralidade;
do caminho de volta,
do meu lugar no mundo.


(Graça Graúna, In: Cadernos Negros, Ed. Quilomboje)

Um comentário:

Chico Canindé disse...

O que falar neste momento dizer que sou ou quero ser e na teimosia me faço seu des neste dia e em todos os 19.
qundo o sol nasce os olhos das estrelas brilham com flor de fogo
assim como a minha esperança de ficar no arco dos braço do grande amor.
Chico canindé